Quem segura a Hyundai?

Foto:montagem com fotos de Shutterstock/IstoÉ
A montadora é a marca que mais cresce no Brasil e já assusta os líderes do mercado. Seu próximo passo é uma fábrica de R$ 700 milhões para produzir modelos populares — diz a chamada de capa da IstoÉ Dinheiro de 17 de fevereiro.

Assinada por Amauri Segalla e Tom Cardoso, a análise afirma que embora não articule uma frase em inglês o médico paraibano Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono do Grupo Caoa e representante da Hyundai no Brasil, entendeu perfeitamente quando o vice-presidente mundial da Hyundai, Chang Hwan Han disparou um ´splendid´ ao se referir à operação brasileira.

A marca já ocupa o sétimo lugar no ranking brasileiro, depois de passar Toyota e Peugeot, e já colou no retrovisor de Honda e Renault. Dizem os jornalistas autores do artigo que já não é exagero afirmar que ela pode sonhar com a quinta posição, atrás apenas das quatro ´grandes´.

Segundo a revista, a Hyundai fechou 2009 com faturamento de R$ 7,8 bilhões no Brasil, o que dá uma média superior a R$ 100 mil por carro vendido.

Fonte: Automotive Business