Renault e Nissan estão abertas a parcerias com GM,diz presidente


DA REUTERS, EM PARIS

A Renault e sua parceira Nissan estão interessadas em estreitar relações com a GM (General Motors), afirmou o presidente-executivo da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, ao jornal “Le Monde”.

O executivo também disse à publicação que a crise automotiva global ficou “atrás de nós”.”Hoje, permaneço aberto a parcerias mais próximas com a GM”, afirmou Ghosn em entrevista publicada nesta quarta-feira. “Se eles estiverem interessados, virão até nós.”

Ele disse ter proposto trabalhar em conjunto com a GM durante a crise em encontro com Steve Rattner, que dirigiu a força tarefa do governo norte-americano para resgatar as montadoras dos Estados Unidos.

Mas Rattner gostaria que Ghosn assumisse a GM, pedido que foi recusado pelo presidente da Renault-Nissan, considerando que o abandono do seu posto no auge da crise não seria ético.

Ghosn disse ainda que a Renault, terceira maior montadora europeia, deve ingressar na China no futuro, mas não nos próximos dois ou três anos. A Nissan já está presente no mercado chinês.

Segundo o executivo disse ao “Le Monde”, a Nissan deve vender 950 mil veículos na China este ano, contra 10 mil comercializados dez anos atrás. A China superou os EUA como o maior mercado automotivo no mundo em 2009.

Fonte: Folha Online