Renault-Nissan vende 8,5 milhões de veículos

 Aliança obteve alta inferior a 1% puxada por EUA, China e países europeusREDAÇÃO ABA Aliança Renault-Nissan vendeu 8,5 milhões de veículos em 2015, registrando alta inferior a 1% em relação a 2014. O crescimento deveu-se a volumes recordes nos Estados Unidos, China e países europeus. As vendas acumuladas, que incluem o Grupo Renault, Nissan e a russa Avtovaz, se mantiveram estáveis entre 2014 e 2015, apesar da forte retração na Rússia e no Brasil. Renault, Nissan e Avtovaz entregaram em torno de um veículo a cada dez no mundo. O Grupo Renault vendeu 2,8 milhões de unidades em todo o mundo em 2015, resultado recorde com alta de 3,3% em relação a 2014. A marca Renault cresceu pelo terceiro ano consecutivo. A Dacia entregou um recorde de 550,9 mil veículos, registrando alta de 7,7%. A Renault foi a marca com maior crescimento na Europa, obtendo participação de 10,1% em um mercado em progressão de 9,4%. Manteve a liderança em veículos utilitários na Europa pelo 18º ano seguido. A Nissan também anotou vendas recordes, com 5,4 milhões de carros de passeio e utilitários em todo o mundo e alta de 2,1%. Em seus dois principais mercados, Estados Unidos e China, a montadora entregou pelo menos 1,25 milhão de unidades. A divisão de luxo Infiniti foi outra com resultado recorde ao atingir 215,2 mil veículos, crescendo 16% sobre 2014. A Avtovaz, que utiliza a marca Lada, vendeu 305,5 mil unidades e recuou 31,5% por causa da intensa queda no mercado russo. A Renault-Nissan detém participação majoritária no capital da Avtovaz pela joint venture com a estatal Rostec. Cerca de um em cada três carros na Rússia foi vendido pela Aliança Renault-Nissan e Avtovaz. O mercado encolheu mais de 35%, mas a aliança aumentou sua participação de 30,7% em 2014 para 32,3% em 2015. Os dez maiores mercados da aliança em 2015 foram Estados Unidos, China, França, Japão, México, Grã-Bretanha, Alemanha, Rússia, Brasil e Espanha. Nos Estados Unidos, maior mercado da aliança, a Nissan registrou um volume histórico de quase 1,5 milhão de veículos entregues, acréscimo de 7,1% e participação de 8,5%, a maior já obtida pela marca naquele mercado. Na China a Nissan vendeu 1,25 milhão de veículos, cresceu 6,3% e registrou 5% de participação. No início do mês a Renault começou a produzir o utilitário esportivo Kadjar na fábrica de Wuhan, pela joint venture com a Dongfeng. Este é o primeiro modelo fabricado pela Renault na China. A nova fábrica terá capacidade de produção inicial de 150 mil veículos por ano, podendo chegar a 300 mil veículos por ano. Na França, mercado doméstico da Renault, foram entregues 607,7 mil veículos, alta de 5,1%, atingindo participação de mercado de 26,4%. O Clio é o carro de passeio mais vendido pelo sexto ano seguido. O Zoe é líder em carros de passeio elétricos, com participação de mercado de 60%. No Japão, a Nissan vendeu 589 mil veículos e anotou retração de 12,1%. No entanto, manteve a participação de 11,7% no mercado doméstico. No México a marca apresentou recorde de 348,9 mil veículos, acréscimo de 19%. Com 25,8% de participação de mercado em 2015, foi a líder mexicana pelo sexto ano consecutivo.Veja abaixo os números da companhia
Fonte: Automotive Business