Renault registra prejuízo recorde em 2009


Carsale – A matriz da Renault, na França, divulgou hoje (11) um amargo balanço dos negócios em 2009. Muito afetada pela crise econômica que derrubou as vendas de carros na Europa, a montadora francesa, a exemplo das arquirrivais Peugeot e Citroën, encerrou o ano passado com um prejuízo bastante gordo. De acordo com o relatório da fábrica, foi registrada uma perda de 3 bilhões de euros no período, resultado que se constitui no maior prejuízo da história da marca do losango.

Em 2008, ano em que o balanço não foi tão comprometido pela recessão financeira, a montadora registrou lucro de 571 milhões de euros. Do volume perdido em 2009, pouco mais da metade veio da própria Renault e outros 1,5 bilhão de euros derivaram dos negócios das outras empresas do Grupo Renault-Nissan. A marca japonesa, por exemplo, gerou uma perda de 902 milhões de euros, enquanto a russa AvtoVaz rendeu negativos 370 milhões de euros.

“Em 2010, o ambiente continuará difícil, com um mercado europeu ainda em recessão – a projeção aponta queda de 10% nas vendas. Mas continuamos a trabalhar para construir a Renault do pós-crise, com uma sequência da ofensiva comercial na Europa, a comercialização em massa de veículos com emissão zero a partir de 2011, a ampliação da gama de entrada, o fortalecimento de nossa presença nos países emergentes, além da aceleração e a ampliação das sinergias com a Nissan”, sintetizou Carlos Ghosn, presidente da Renault.

Fonte: Carsale