Renault revela Mégane RS 250

 Renault Mégane RS 250
Hatch esportivo tem motor 2.0 turbo de 250 cv e 34,6 kgfm de torque

Thiago Vinholes

A espera acabou. A Renault finalmente revelou a nova versão esportiva do Mégane, o Renaultsport 250 (ou apenas RS 250), que estreia primeiramente no Reino Unido a partir de novembro com preço inicial de ₤21 995 (cerca de R$ 62 000, sem taxas de importação ou impostos brasileiros). Concebido para substituir o Mégane R26.R, o carro ganha o resto da Europa somente em janeiro, acirrando a briga com VW Golf GTI, Seat Leon Cupra, Focus RS, entre outras versões apimentadas de hatchs médios à venda no Velho Continente.

O número 250 na sigla que designa a versão não está ali à toa. Ele representa os 250 cv extraídos do motor 2.0 turbo, que também gera 34,6 kgfm de torque. De acordo com a Renault, a potência e a força são suficientes para levar o Mégane de 0 a 100 km/h em 6s1 e a 250 km/h (velocidade limitada eletronicamente). Outra prova da boa aceleração do modelo é o tempo que ele leva para percorrer 1 000 metros: apenas 25s7.

Um carro que anda tanto também precisa ser capaz de parar da mesma forma que acelera. Para isso, o Mégane RS 250 vem equipado com freios da italiana Brembo, mesma fornecedora de sistemas de frenagem para carros da Ferrari. Além desse recurso, o esportivo ainda inaugura o novo controle de estabilidade (ESP) da Renault, que permite três modos de ajuste, tornando o comportamento do carro mais arisco ou comedido. O diferencial com deslizamento limitado, segundo a marca, aumenta as condições de tração em curvas.

O visual customizado reforça ainda mais o caráter esportivo da versão. Baseado no mais recente Mégane hatch, a variante preparada de fábrica vêm com rodas de alumínio aro 18”, escapamento no centro do para-choque traseiro (como em carros da Lamborghini), saia lateral e um pequeno aerofólio acima da tampa do porta-malas. Na cabine, a esportividade é representada nos enxertos coloridos no banco (de acordo com a cor externa – amarela, preta, prata ou vermelha), bancos do tipo concha, pedais cromados e painel de instrumentos com o conta-giros em destaque.

Quem vai no comando do Mégane RS 250 ainda tem acesso total a dados de telemetria, que monitoram constantemente diferentes funções e condições do carro. Pressão do turbo e óleo, temperatura dos pneus e informações sobre temperatura externa e umidade do ar são acessadas pelo motorista por meio de uma pequena tela no centro do painel. Como opcional, o modelo ainda pode ser equipado com faróis de xenônio, sensores crepuscular e de chuva, EBA (assistência à frenagem de emergência), controlador eletrônico de velocidade de cruzeiro (cruise control) e limitador de velocidade, item que deve acabar sobrando nas concessionárias Renault.

Imagens divulgação

Fonte: Terra Carro Online