Reze: é cedo para avaliar impacto do pacote

As medidas de estimulo à comercialização de veículos promovidas pelo governo (redução do IPI e do IOF) coincidiram com a previsão da Fenabrave de uma queda de 19% no volume de emplacamentos de automóveis e comerciais leves em 2009. Depois de conhecer os detalhes do pacote, o presidente da entidade, Sergio Reze, disse esperar que o benefício proposto interrompa a queda nas vendas. ”Ainda é cedo para saber o impacto real dessas medidas sobre as vendas” – afirmou (22 de dezembro).
Fonte: Automotive Business