Salão de Detroit corre o risco de ser cancelado

Depois da desistência da Rolls-Royce, Land Rover, Ferrari, Suzuki e Mitsubishi, agora é a Nissan que anuncia que não vai estar presente ao Salão do Automóvel de Detroit, nos EUA, informa o Automotive News.
A exposição que se realiza tradicionalmente no mês de janeiro ainda conta com a participação das três grandes montadoras americanas (General Motors, Ford e Chrysler), que passam por seu pior período de crise nas últimas décadas, para atrair público para o evento.

Se a indústria automotiva americana não receber o esperado socorro financeiro do governo, a feira corre o risco de ser cancelada por falta de expositores.

Fonte: Auto Estrada