Segredos Fiat: novos modelos e linha mais enxuta nos próximos anos

 Por: Daniel MessederNesta semana a Fiat dá o segundo passo rumo ao seu futuro no Brasil. Após o lançamento da Toro, que colocou a marca num segmento até então inédito para ela, agora a marca apresenta o Mobi, sua nova visão de compacto urbano, para atuar no lugar do Uno Vivace e, com o tempo, também aposentar o Palio Fire. Mas isso é apenas o começo das mudanças na empresa, agora regida pelo Grupo FCA e com o alemão Stefan Ketter na presidência da filial brasileira.Ketter teve como mais recente missão instaurar o padrão de qualidade da nova fábrica de Goiana PE, que produz a Fiat Toro e o Jeep Renegade, na unidade de Betim MG. Tanto é que o Mobi sairá de Minas Gerais como o modelo mais bem construído daquela fábrica desde a inauguração, em 1976, segundo soubemos de uma fonte ligada à Fiat.Até então, a Fiat estava presente em diversos segmentos e com modelos que acabavam brigando entre si. Isso deverá ficar no passado com a nova gestão. A marca deverá atuar em segmentos específicos, mais desejados pelo consumidor atual, e com estratégias mais específicas. Quer um exemplo? A linha de médios, hoje composta por Bravo e Linea, deverá ser importada, devido ao baixo volume, sendo preenchida pelos novos Tipo hatch e sedã. Listamos a seguir o que deverá acontecer com cada modelo nos próximos anos:Uno: até o fim do ano receberá o novo motor 1.0 GSE de 3-cilindros, que virá acompanhado de outro facelift na dianteira. Vai assumir a vaga de principal compacto da
Fonte: UOL Carros / Carplace