Seguro cobrado por quilômetro é sucesso na Europa

Uma forma diferenciada de seguro, destinada aos motoristas jovens, está sendo oferecida pela seguradora francesa Solly Azar Assurances. O valor pago é proporcional à quilometragem percorrida pelo usuário.
O sistema, já experimentado nos Estados Unidos e em outros países europeus, utiliza um equipamento eletrônico instalado no carro para monitorar as distâncias percorridas e horários de utilização.

Segundo a seguradora, o motorista paga um preço fixo por uma “licença” para percorrer até 1.000 quilômetros por mês e, caso se mantenha dentro desse limite, poderá economizar até 40% em sua primeira apólice de seguro – em geral a mais cara para motoristas inexperientes.

Os dados da utilização do automóvel são transmitidos por modem celular para a seguradora. O cálculo do valor pago mensalmente, caso a quilometragem livre seja excedida, depende não só da distância extra percorrida, mas do horário em que o carro é usada. Andar muito durante as noites e madrugadas, períodos em que o número de acidentes é maior, resulta em preços mais elevados.

O período mais agravado é entre a meia-noite e seis horas da manhã, que tem uma tarifa fixa de aproximadamente R$ 54,00 por noite. Fora do horário noturno, cada quilômetro suplementar acima dos 1000 km básicos custa aproximadamente R$ 0,80. Para evitar que o motorista exceda o limite sem perceber, o sistema avisa eletronicamente sempre que o percurso mensal passar dos 800 km. O usuário também pode verificar sua “consumação”, qualquer momento. O sistema de seguro tipo “pay as you drive” conquistou mais de 500 mil usuários na Itália desde o final do ano passado e 100 mil na Inglaterra. Cerca de um quarto desses motoristas consegue uma economia média de 30% em relação aos seguros tradicionais e o número de acidentes registrados pelos usuários é entre 5% e 8% menor do que a média de segurados com o mesmo perfil.

Fonte: Auto Estrada