Ssangyong e Chana com poucas novidades

Os coreanos Actyon e Actyon Sports ganham novas versões e o chinês Cargo dá as caras no mercado nacional

Ricardo Tadeu

A importadora Districar, responsável pelas marcas Ssangyong e Chana no Brasil apresentaram poucas novidades no Salão. A montadora sul-coreana comemorou o crescimento de quase 1000% no mercado brasileiro em 2008 e trouxe dois novos modelos para as linhas Actyon e Actyon Sports. O primeiro deles chega em nova versão equipada com motor 2.3 a gasolina de 150 cv, câmbio manual e tração 4×4. “Aos poucos estamos nos tornando referência no segmento de utilitários de tração integral”, comemorou o diretor da marca, Mohsin Bassir Ibraimo. Ele ainda complementa: “Alguns mercados pedem motores a gasolina. Com esse carro, queremos enfrentar Tucson e Sportage”.

O Actyon Sports adotou uma nova versão a diesel, com propulsor 2.0 de 141 cv. Outra novidade no modelo é o câmbio manual. Além da apresentação destes dois modelos, Ibraimo comentou sobre a crise econômica mundial. “Ela nos afetou, assim como em todas as montadoras. Nossas vendas caíram cerca de 50% no último mês, mas continuamos com a mesma quantidade de importação e os mesmos planos, acreditamos na estabilização do mercado”, comentou o diretor. Ambos os novos modelos da Ssangyong chegam ao mercado em janeiro de 2009, com preço em torno de R$ 85 mil (Actyon) e R$ 90 mil (Actyion Sports).

A outra marca do grupo, a chinesa Chana traz apenas uma novidade, pois ainda está em fase de adaptação, como frisou Ibraimo. “O consumidor brasileiro é muito exigente e, aos poucos, estamos adaptando nossos carros a este público”, afirmou. O novo modelo da marca é o utilitário de cabine dupla Cargo, equipado com motor 1.0 de 53 cv. Vale lembrar que o grupo possui 20 concessionárias em todo o Brasil e deve abrir mais 7 lojas até o final de 2008.

Fonte: Auto Esporte