Tata poderá liberar direitos do Nano


Marca indiana deve permitir que outras marcas produzam e vendam o compacto

DA REDAÇÃO

A indiana Tata Motors permitirá que outras marcas indianas fabriquem e vendam o pequeno Nano, de acordo com o vice-presidente da fabricante, Ravi Kant. O executivo afirmou que outras companhias devem produzir mais de 10 mil unidades do Nano por ano em suas próprias fábricas e, para isso, poderão dar outro nome ao compacto. “Nós o chamamos de Nano, mas eles não precisam”, afirmou Kant.

O Tata Nano, considerado o carro mais barato do mundo (US$ 1.979, cerca de R$ 4.600), foi projetado para o mercado indiano, mas chegará a outros mercados nos próximos anos. As vendas começaram em julho, na Índia, e nos primeiros três meses mais de 7.500 unidades foram vendidas. Em 2010, a produção anual do compacto será de 250 mil unidades.

Fonte: Auto Esporte