Longa Duração: Toyota Prius vai de ecológico a esportivo ao tocar um botão

Drive mode: o carro ao seu estilo

Os modos de condução atuais podem atuar no motor, suspensão, resposta de pedais, escape, volante e até no layout do painel. No caso do Toyota Prius, eles não alteram tantos parâmetros, mas são facilmente percebidos pelo piloto.

Eco Mode: mais econômico com direção pacata

Deixe o modo Eco ativo e sinta o acelerador trabalhando preguiçoso.

Para arrancar um pouco mais forte, só pisando fundo, mas tal postura destoa da proposta. Na prática, o baixo consumo (com o pé leve, é fácil fazer mais de 20 km/l na cidade) aliado aos indicadores gráficos de condução econômica estimulam a direção pacata.

Modo Normal, indicado para iniciantes em carros híbridos

Já o modo Normal é o mais indicado para quem está iniciando no mundo dos híbridos, pois, como o próprio nome indica, é o que deixa o carro com o comportamento mais próximo de um modelo convencional.

Sport: motores a gasolina e elétrico trabalham juntos para mais potência

Agora, se o modo Sport for o escolhido, prepare-se: ambas as unidades de potência (a gasolina e elétrica) passam a trabalhar juntas, com o câmbio CVT priorizando a performance e o acelerador com respostas instantâneas.

 

Toyota Prius – 36.840 km

Consumo

  • No mês: 16,6 km/l com 29,1% de rodagem na cidade
  • Desde fev/18:16,9 km/l com 29% de rodagem na cidade
  • Combustível: gasolina, eletr.
  • Combustível: R$ 529

Ficha técnica

  • Versão: 1.8 16V Híbrido
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.798 cm3, 16V, 98 cv a 5.200 rpm, 14,5 mkgf a 3.600 rpm/ elétr., 72 cv, 16,6 mkgf/potência combinada, 123 cv
  • Câmbio: aut., CVT
  • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 8.646
  • Revisões (até 60.000 Km): R$ 3.702

(Fotos: Quatro Rodas)