Teste de segurança reprova veículos de luxo

Novo quesito de avaliações de segurança feito pela EuroNCAP teve resultados surpreendentes, mas de forma negativa. Os crash-tests que mediram o nível de segurança dos bancos de automóveis em colisões traseiras revelaram que boa parte dos carros e utilitários vendidos na Europa deixam a desejar no quesito. Segundo relatório da entidade, só o Volvo XC 60, o Audi A4, o Opel Insignia, o Volkswagen Golf VI e o Alfa Romeo Mito receberam o selo verde no que diz respeito à gravidade de danos aos pescoços dos ocupantes. Destes modelos, apenas um é realidade para os brasileiros: o sedã médio A4. O SUV compacto XC 60 chega no ano que vem. Modelos maiores e mais caros, por exemplo, receberam avaliações laranja ou vermelha. A nova geração do Citroën C5, por exemplo, foi classificada como ruim. Já o BMW X3, o Honda Accord, o Renault Mégane III e o Mercedes-Benz Classe M ficaram com o selo laranja. Ford Kuga, Daihatsu Cuore, Citroën Berlingo e Hyundai i10 também foram “reprovados”. Os piores em desempenho foram o Peugeot 308 CC, o Suzuki Splash e o Daihatsu Terios, que receberam nota zero e selo vermelho. As informações são de Luiz Fernando Lovik/Auto Press

Fonte: AutoZ News