Teste: Jaguar XE R-Sport – O pulo do gato

 Jaguar XE R-Sport tem atributos para incomodar concorrência alemã de sedãs premium do Brasilpor Márcio MaioAuto PressNo ano passado, o mercado automotivo premium cresceu 22% no Brasil, mostrando que ainda havia espaço para investimentos no país mesmo diante da crise forte que o setor enfrenta. E embora os números do segmento no primeiro trimestre de 2016 sejam bem menos animadores – houve queda de 18% –, há quem comemore. A Jaguar Land Rover, por exemplo, cresceu 4,5% no mesmo período. Principalmente em função das novidades na Jaguar, que passou a atuar em novas faixas de preços com a chegada de seu novo sedã de entrada, o XE. Disposto a fazer concorrência forte com os rivais alemães, como BMW Série 3, Audi A4 e Mercedes Classe C, o modelo está disponível em três versões. Mas é na intermediária R-Sport que ele se mostra mais competitivo. Isso porque alia conforto e tecnologias de segmento de luxo com motorização que está longe de ser referência de modelo de entrada.De cara, o design já é um diferencial do XE. A linha de cintura ascendente transmite uma ideia de agilidade, além de dar charme ao perfil do sedã. A frente é marcada por uma larga grade e faróis afilados que, em conjunto, dão a impressão de um “olhar” baixo e inclinado – quase felino. Há ainda uma grande quantidade de entradas de ar na frente. Já a traseira traz lanternas encorpadas e horizontalizadas que invadem a tampa do porta-malas. Ao centro da peça, o carro ostenta o animal que dá nome à marca britânica. Imponente como o XE.Fotos: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias
Fonte: UOL Carros / Motor Dream