Toyota: omissão, obviedades e irritação

Akio Toyoda-Presidente da Toyota
A Toyota e seu presidente continuam sendo duramente criticados nos Estados Unidos pela forma de conduzir o recall do acelerador. Diante do congresso, Akio Toyoda disse tudo que se poderia esperar. Ele pediu desculpas, assumiu responsabilidade e admitiu que a pressa em crescer trouxe problemas.

Mas o depoimento ficou claro que o pesadelo está longe de acabar e continuará irritando os clientes da marca e a opinião pública. Pode parecer incrível, mas até agora a montadora não veio a público esclarecer porque seus carros podem acelerar subitamente e provocar acidentes e mortes. A culpa é da eletrônica? do tapete? de um projeto errado? da produção?

Há notícias dramáticas de motoristas de Toyotas e Lexux que enfrentaram problemas com carros em disparada e relatos de 34 mortes que poderiam estar associadas ao acelerador caduco.

Se a Toyota não tem certeza do que está acontecendo de fato com o acelerador, como já admitiu, porque alguém compraria um carro da marca?

A imagem da Toyota pode estar ruindo diante da arrogância em tratar do problema, da demora em dar explicações convincentes e de apontar soluções definitivas.

Foto: Akio Toyoda, presidente da Toyota/divulgação

Fonte: Automotive Business