Toyota paga US$ 32 milhões para concluir investigações nos EUA

                                             DA FRANCE PRESSE, EM NOVA YORK

A montadora japonesa Toyota, número um do mundo, informou nesta terça-feira que pagará mais de US$ 32 milhões à NHTSA (agência americana de segurança rodoviária) para pôr fim a duas investigações que correm contra ela.

“A Toyota Motor Corporation anuncia ter alcançado dois acordos amistosos com a NHTSA relacionados a duas investigações, uma sobre uma eventual falta de agilidade em pedir o recall de veículos em 2005 devido a uma corrosão do sistema de direção, [e outra] entre 2007 e 2010, para corrigir o risco de que os tapetes bloqueassem os pedais de aceleração”, indicou a Toyota em um comunicado.

“A Toyota aceitou pagar US$ 32,425 milhões como parte destes acordos amistosos, mas não reconhece nenhuma violação de suas obrigações em relação à lei sobre segurança nos Estados Unidos”, acrescenta a nota.

A Toyota solicitou o recall de 10 milhões de automóveis desde 2009, a maioria nos Estados Unidos, devido a diferentes problemas, mas principalmente por uma falha que fazia com que os pedais de aceleração ficassem bloqueados pelos tapetes do piso do carro.

No dia 10 de maio de 2009, a NHTSA anunciou o lançamento de uma investigação contra a Toyota para apurar se a companhia havia comunicado seus clientes a tempo sobre o recall de 2005.

Em fevereiro, a NHTSA indicou o lançamento de mais uma investigação, desta vez para descobrir se a montadora japonesa havia comunicado as autoridades em tempo hábil sobre os problemas de aceleração involuntária que afetavam seus veículos.

Fonte: Folha Online