Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra

    Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra

    Em gestação desde 2012, o Toyota Supra promete ser o melhor de sua categoria. Pelo menos é isso que acredita a marca japonesa, desenvolve lentamente seu mais novo puro-sangue para superar em todos os aspectos o GT 86. Tetsuya Tada, engenheiro-chefe que cuida do projeto, disse em relação ao longo tempo de desenvolvimento: “queríamos ter absoluta certeza de que estava certo”.

    O motivo é que a Toyota queria ter um Supra com centro de gravidade mais baixo que no GT 86, tendo ainda um cupê mais largo e com entre-eixos menor que o modelo antigo. O handling é o ponto alto do novo carro, pois todo o projeto está relacionado com a experiência de direção para atrair a atenção dos puristas. A alegação é que a performance pura não é suficiente.

    Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra

    De acordo com Tada, o torque será enorme para o novo Supra: “em pé de igualdade com o que temos com a Série F da Lexus”. O torque médio dos esportivos da marca de luxo japonesa gira em torno de 53,5 kgfm em rotações elevadas, em torno de 5.000 rpm. Como ainda não se sabe exatamente qual motor o cupê irá levar, o mais provável é que seja no máximo um V6 turbinado e não um V8.

    A diferença é que o Supra será bem mais leve que estes F da Lexus, o que ajudaria no caso de uma redução no tamanho do motor, que poderia mesmo chegar a um 2.0 de quatro cilindros, visando inclusive um nível de emissão menor. Tada comenta que o peso menor seria algo entre 200 e 300 kg, numa comparação com o RC F, o que daria por volta de 1.500 kg.

    Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra

    O engenheiro nipônico fala também de rigidez torcional digna de um superesportivo, o que significa emprego de muito aço de alta e ultra resistência, bem como alumínio, mas não haverá fibra de carbono. O corte também estaria relacionado com o custo. Afinal, a Toyota não quer colocar um carro super caro no mercado, sendo que quer atingir exatamente os clientes que buscam o melhor perfume no menor frasco.

    Para ser caro, já bastam os Lexus F. Aliás, a Toyota enfatiza que a atenção no Supra é bem mais alta. Tada diz: “Eu acho que o novo Supra será o último presente da Toyota para aqueles que gostam de ouvir o som agradável de um puro motor a gasolina em altas rotações”. Em outras palavras, ele deverá ser o último esportivo sem propulsão híbrida.

    Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra

    A preocupação com isso é evidente: “Eu sei que existem proprietários hardcore das gerações anteriores e pode ser difícil convencê-los apenas com a introdução de um novo carro .” Mas, enfatiza:  “Nós tentamos apontar para o Supra, a fim de oferecer uma superioridade esmagadora em todos os atributos”. E completa: “eu acredito que quando chegar às vendas no ano que vem será o carro mais divertido de dirigir de sua categoria.”

    [Fonte: Auto Blog]

     

    © Noticias Automotivas. A notícia Toyota promete dirigibilidade superior no novo Supra é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.