Um prêmio importante e ameaça de greve na Volvo


Enquanto a Volvo era apontada pelas revistas Você S/A-Exame, da editora Abril, como a terceira melhor empresa para trabalhar no país, em evento promovido na quarta-feira, 9, à noite, seus 2.600 metalúrgicos já estavam pensando em deflagrar uma greve na segunda-feira, 14.

A iniciativa é uma reação à proposta de reajuste da montadora, de 4,44% e R$ 1,5 mil de abono em setembro, rechaçada pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba. A entidade quer 10% de reajuste real, um abono de R$ 2 mil e elevação do vale-mercado de R$ 60 para R$ 150.

Satisfação

É a quinta vez que a Volvo é destacada pelo levantamento do guia Melhores Empresas para Trabalhar, no qual registrou um Índice de Felicidade no Trabalho de 90,9. O IFT é a nota final da pesquisa.

O Índice de Qualidade no Ambiente de Trabalho, que mede a satisfação dos funcionários com a empresa, foi também alto: 90,7. O Índice de Qualidade na Gestão de Pessoas, que avalia as práticas de gestão de pessoas, foi outro destaque, com 93,6 pontos.

No ranking das grandes empresas, aquelas com mais de 1,5 mil empregados, a Volvo ficou em segundo lugar.

Fonte: Automotive Business