Vale do Paraíba, opção para fábrica da Chery


A revista Exame de 2 de junho afirma que a Chery já definiu o Vale do Paraíba, no interior paulista, como destino de sua fábrica no Brasil. A empresa pretende investir US$ 500 milhões em uma unidade com capacidade para cem mil automóveis por ano. Os chineses estariam avaliando áreas em Taubaté, Jacareí e São José dos Campos.

Segundo ainda a revista, a Chery nega a informação. A prefeitura de Taubaté confirmou ter sido procurada.

Durante o Fórum da Indústria Automobilística, promovido por Automotive Business em abril, o CEO da empresa no Brasil, Luis Curi, assegurou que os primeiros veículos brasileiros da Chery deverão sair da linha de produção em 2013. Ele adiantou, durante palestra, que a companhia avaliava três localidades para a planta e que a decisão seria divulgada ainda no primeiro semestre de 2010.

“Será uma fábrica completa. No primeiro estágio não haverá uma estamparia, vamos encomendar algumas peças de fornecedores locais e outras serão importadas”, destacou o executivo, que não descartou o início das operações no Brasil com o regime CKD.

Curi salientou que a montadora está desenvolvendo um compacto para o mercado brasileiro. “Já definimos um centro de pesquisa e desenvolvimento para a região, com um investimento razoável”, disse. O executivo afirmou que a Chery tem o projeto de três motores flex para atender ao mercado local.

Cielo

Nesta quinta-feira, 27, a Chery apresentou à imprensa o Cielo, que chega nas versões hatch e sedan por R$ 41,9 mil, equipado com motor 1.6 de 119 cavalos, freios a disco nas quatro rodas, ABS e EBD, além de duplos airbags, ar condicionado, vidros e travas elétricas e direção hidráulica.

Com garantia de três anos, o carro é o terceiro oferecido pela marca, que concentra suas operações no País em Salto, SP. A Chery já lançou o Tiggo e comercilizada o Face, que será apresentado oficialmente em junho.

Fonte: Automotive Business