Veículos com faróis xenon já podem ser regularizados no Estado de São Paulo

Fabiana Piasentin
Do Diário OnLine

Os motoristas que instalaram faróis de descarga de gás, popularmente conhecidos como xenon, já podem regularizar a documentação dos veículos. Até o último dia 9, um problema no sistema do Detran-SP (Departamento de Trânsito de São Paulo) não permitia que a informação sobre a modificação fosse incluída no documento, tornando irregular a situação desses carros.

O primeiro passo para quem deseja colocar em dia a documentação é checar se o veículo atende às resoluções 227 e 294 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que entraram em vigor no dia 1º de janeiro. Pelas novas regras, tanto os veículos saídos de fábrica quanto os que foram modificados para o uso do farol de xenon deverão possuir dispositivo de limpeza e sistema de regulagem vertical da luz, que deve ser na cor branca.

A partir daí, é necessário fazer uma ´´via crucis´´ para que a informação sobre a modificação dos faróis seja inclusa no CRV (Certificado de Registro do Veículo) e no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo. O primeiro passo é solicitar uma autorização no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) ou na Ciretran (Circunscrições Regionais de Trânsito).

Em seguida, o veículo deverá passar por uma inspeção veicular em uma ITL (Instituição Técnica Licenciada), que emitirá o CSV (Certificado de Segurança Veicular). Com esse documento em mãos, o proprietário do veículo deverá retornar ao Detran ou Ciretran, que incluirá as informações referentes à modificação nos documentos do veículo.

O Detran-SP cobra R$ 122,05 para expedir a nova documentação veicular e, além desse valor, o motorista deverá arcar com os custos da emissão do certificado de segurança, que custa em média R$ 180. A multa para os veículos com documentação irregular é de R$ 127,69, mais cinco pontos na carteira.

Fonte: Diário do Grande ABC