Venda de carros importados no Japão é a mais baixa em 15 anos

da Efe, em Tóquio

A venda de veículos importados no Japão caiu em 2008 17,3% frente ao ano anterior, seu nível mais baixo nos últimos 15 anos, devido à crise econômica global, informou hoje a Associação de Importadores de Veículos do Japão.

Em 2008, foram vendidos no Japão 219.231 veículos importados, o nível mais baixo desde 1993, quando se comercializaram 201.481 unidades.

O número representa ainda quase a metade em comparação com 1996, quando se alcançou um recorde de vendas de 427.525 automóveis importados.

Segundo analistas citados pela agência de notícias local Kyodo, as vendas de veículos importados vão continuar em queda devido ao elevado custo desses carros para o país em um momento de crise global.

Na segunda-feira (5), a Jada (Associação Japonesa de Concessionárias de Automóveis, na sigla em inglês) informou que os emplacamentos de veículos novos no Japão caíram 6,5% em 2008, na comparação com o ano anterior. O total chegou a 3.212.342 unidades, pior resultado desde 1974.

Em dezembro, a venda de veículos novos caiu 22,3%, segundo a associação. Trata-se do quinto mês consecutivo de queda.

A Associação dos Fabricantes de Veículos do Japão também teve desempenho fraco, com uma queda de 20,4% na a produção de veículos no país em novembro em relação ao mesmo mês de 2007, marcando a maior queda desde 1967.

As exportações de veículos japoneses também retrocederam em novembro, pelo segundo mês consecutivo. A retração foi de 18,1%, para 491.990 unidades. A exportação de carros foi, novamente, a mais afetada, com uma baixa de 19,5%, até 428.275 unidades, enquanto a de caminhões caiu 6,7%, para 51.536 unidades, e a de ônibus, 6,9%, até 12.179 veículos.

Fonte: Folha Online