Venda de veículos importados cai 43,6%

Acumulado tem alta de 203,4%, segundo Abeiva; empresas mantém preços

da Redação

O número de carros de passeio e comerciais leves importados emplacados caiu 43,6% em novembro, em relação ao mês anterior. Esse dado se refere às empresas que são filiadas à Abeiva (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores).

Fazem parte da entidade BMW, Chana, CN Auto, Chrysler, Dodge, Effa Motors, Ferrari, Jeep, Kia Motors, Maserati, Pagani, Porsche, SsangYong e Suzuki. Foram emplacadas em novembro 1.824 unidades, contra 3.236 em outubro. Em relação a novembro de 2007, no entanto, o índice continua maior em 33,2% (foram 1.824 unidades, contra 1.369).

Como a crise financeira e a alta do dólar só chegaram no último trimestre, o ano continua positivo. No acumulado de janeiro a novembro em relação ao mesmo período do ano anterior, os registros de emplacamento indicam aumento de 203,4%, com 28.026 unidades, contra 9.237 no acumulado do ano passado.

Os números de vendas no atacado, por sua vez, mostraram uma queda menor. Com 2.046 unidades comercializadas, em novembro no atacado, a queda foi de 21,7% ante aos 2.616 veículos vendidos em outubro último. Assim como em emplacamentos, as vendas no atacado em novembro foram 12,4% superiores a igual período de 2007 – 2.046 unidades contra 1.819 importados.

No acumulado do ano, as vendas no atacado em 2008 alcançaram 29.642 unidades, 173,8% mais em relação aos 10.825 veículos em 2007. “Embora a crise esteja se mostrando mais acentuada nos EUA e na Europa, obviamente o mercado brasileiro ressentiu a onda de pessimismo”, afirma Henning Dornbusch, presidente da Abeiva. “De qualquer forma, as nossas associadas estão se esforçando ao máximo para que os importadores oficiais cheguem às vendas totais em 2008, no atacado, em 32 mil unidades, como havíamos anunciado no início do segundo semestre.”

Para isso todas estão mantendo seus preços inalterados, com exceção dos veículos 09/09, o que pode se traduzir em boas oportunidades de compra. Com a venda no atacado, em novembro, de 2.046 unidades, e o acumulado de janeiro a novembro de 29.642 veículos, as associadas à Abeiva significaram, respectivamente, uma participação de 1,45% e 1,14% do mercado interno brasileiro.

Fonte: Interpress Motor