Vendas crescem 18,4% no bimestre


Segundo Anfavea, produção também teve aumento de 15,4% no período

Renata Viana de Carvalho

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou hoje os resultados da indústria no primeiro bimestre do ano. De acordo com os números da associação, 488.947 automóveis de passeio e utilitários leves foram licenciados desde o começo do ano, um aumento de 18,4% em relação ao mesmo período de 2010. Somente em fevereiro, 258.803 unidades deixaram as revendas – 12,5% do que em janeiro e 22,5% a mais do que fevereiro do ano passado.

Os veículos importados tiveram 23% de participação nesses números, com médias mais elevadas do que nos últimos dois anos. Os modelos com motorização 1.0, por sua vez, perderam espaço neste começo de ano. Se em janeiro e fevereiro de 2010 representaram sempre um pouco mais de 50% das vendas, agora estão na faixa dos 46%. Em contrapartida, os carros com propulsores entre 1.0 e 2.0 passaram de 48,5% de participação no primeiro bimestre de 2010, para uma média de 52,4%.

Já a produção dos automóveis de passeio e comerciais leves atingiu 536.680 unidades no bimestre, 15,4% a mais do que em igual período de 2010. Em relação a janeiro, as linhas de montagem trabalharam 19,8% a mais: 292.509 unidades foram fabricadas (ante 244.171 do primeiro mês do ano). Na comparação com o resultado de 12 meses atrás, a variação porcentual é positiva em 25%.

Do total de veículos montados no país, 113.095 foram destinados à exportação ao longo dos últimos dois meses – 61.964 só em fevereiro. Em valores, isso corresponde a US$ 1.543.085 – considerando, também, caminhões e ônibus. Se acrescentarmos as máquinas agrícolas, o montante passa a US$ 2.040.886.

Expectativas

A Anfavea prevê um crescimento de 5% na produção em 2011. Para isso, o mercado deve atingir 3.680 milhões de unidades produzidas, um crescimento significativo sobre a produção recorde de 3.515 milhões de unidades no ano passado. Por outro lado, o presidente da entidade, Cledorvino Belini, aposta em uma queda nas exportações. Atualmente, os países que mais recebem os veículos produzidos no Brasil são Argentina e Paraguai, com volume mediano para México, África do Sul e países do leste europeu.

Disputa pela liderança

No ranking de marcas, a Fiat segue na liderença de vendas, com 60.737 unidades produzidas em fevereiro. Já a VW produziu 54.608 unidades no mesmo período. Já na produção anual, o quadro se inverte, com a alemã em primeiro com 109.400 unidades produzidas ante 107.463 da italiana.

Vendas crescem 18,4% no bimestre

Segundo Anfavea, produção também teve aumento de 15,4% no período

Compartilhe4 Renata Viana de Carvalho

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou hoje os resultados da indústria no primeiro bimestre do ano. De acordo com os números da associação, 488.947 automóveis de passeio e utilitários leves foram licenciados desde o começo do ano, um aumento de 18,4% em relação ao mesmo período de 2010. Somente em fevereiro, 258.803 unidades deixaram as revendas – 12,5% do que em janeiro e 22,5% a mais do que fevereiro do ano passado.

Os veículos importados tiveram 23% de participação nesses números, com médias mais elevadas do que nos últimos dois anos. Os modelos com motorização 1.0, por sua vez, perderam espaço neste começo de ano. Se em janeiro e fevereiro de 2010 representaram sempre um pouco mais de 50% das vendas, agora estão na faixa dos 46%. Em contrapartida, os carros com propulsores entre 1.0 e 2.0 passaram de 48,5% de participação no primeiro bimestre de 2010, para uma média de 52,4%.

Já a produção dos automóveis de passeio e comerciais leves atingiu 536.680 unidades no bimestre, 15,4% a mais do que em igual período de 2010. Em relação a janeiro, as linhas de montagem trabalharam 19,8% a mais: 292.509 unidades foram fabricadas (ante 244.171 do primeiro mês do ano). Na comparação com o resultado de 12 meses atrás, a variação porcentual é positiva em 2
Fonte: Auto Esporte