Vendas da BMW crescem 9,1% impulsionadas pela China


Retomada de mercado na Europa e nos EUA também ajudam no comércio de carros

DA REDAÇÃO

A BMW, maior montadora de carros de luxo do mundo, teve um crescimento de vendas em julho deste ano de 9,1%. A alta na procura pelos carros da marca foi impulsionada pelas vendas na China, Estados Unidos e Reino Unido. As entregas efetuadas pela BMW chegaram a 119.982 carros e utilitários no último mês, ampliando o ganho acumulado no ano para 12,5%, ou 816.014 unidades vendidas. Os números foram anunciados pela montadora alemã nesta segunda-feira.

“Nós estamos nos beneficiando não apenas da recuperação da economia global, mas também da resposta positiva dos clientes para os nossos veículos”, afirmou o chefe de vendas da BMW, Ian Robertson. Sua previsão é de que as vendas permaneçam fortes para os próximos meses.

A principal explicação para o bom momento de diversas montadoras, incluindo a BMW, está na China. As vendas da BMW no gigante asiático cresceram 82%, alcançando 13.852 carros, enquanto na Europa e nos EUA as entregas tiveram incremento de 10%, para 23.390 veículos. Na Europa, o Reino Unido foi o que mais colaborou para a alta nas vendas da marca alemã, com 26% de alta e 11.748 unidades vendidas.

Além da BMW, a Mercedes-Benz, a Volkswagen e a divisão de carros de luxo da Audi também apresentaram um ganho em vendas, aproveitando a onda chinesa. O país representa hoje o maior mercado para carros do mundo. As montadoras também vivenciam um boom em vendas nos EUA e na Europa. A BMW elevou sua meta de vendas para este ano. A montadora trabalha agora com a previsão de comercializar mais de 1,4 milhões de unidades.

Fonte: Auto Esporte