Vendas de carros caros crescem mais no ano

Sedãs de luxo crescem 34,4%, e SUVs, 6,1% no primeiro quadrimestre

da Redação

Os utilitários esportivos estão no quinto lugar em participação de vendas no Brasil, perdendo apenas para carros de entrada, hatchbacks, sedãs pequenos e sedãs médios. De acordo com levantamento da agência AutoInforme, o segmento vence em volume de vendas todas as outras categorias – sedãs grandes, peruas, picapes médias, picapes pequenas, minivans, hatchs médios e furgões.

Entre janeiro e abril, o dos jipões foi o que mais conquistou mercado, passando de 5% do total no primeiro quadrimestre do ano passado para 6,1% no atual. No mesmo período o mercado cresceu apenas 0,5%. O segmento dos sedãs de luxo foi o que mais cresceu percentualmente neste ano, passando de 4.779 unidades de janeiro a abril de 2008 para 6.410 unidades no mesmo período deste ano, uma alta de 34,4%. Nesse segmento estão automóveis entre R$ 90 mil e R$ 200 mil.

Além dos sedãs de luxo e dos utilitários esportivos, cresceram as participações neste ano das peruas, dos sedãs médios e dos sedãs pequenos. As peruas aumentaram as vendas em 17,1% no quadrimestre, os sedãs pequenos, 7,8%, e os médios, 8,6%. Apenas os carros mais caros tiveram alta de vendas. O único segmento dos pequenos que cresceu foi o dos sedãs, que são carros de entrada ou de família, que custam cerca de R$ 30 mil.

As categorias de entrada não acompanharam o ritmo do mercado. Os carros de entrada – com motor 1.0 e pouco equipados com motores mais potentes – registraram queda de vendas de 4,5% de janeiro a abril. Também tiveram queda de vendas no período as picapes, as peruas, os furgões e os hatchs médios.

Fonte: Interpress Motor