Vendas de usados seguem em alta

Transferências de veículos leves crescem 6,6% em 11 meses

PEDRO KUTNEY, AB

As vendas de veículos usados continuam aquecidas, na contramão do mercado de zero-quilômetro, que acumula queda superior a 8% na comparação com 2013. Segundo dados da Fenauto, associação que reúne os revendedores, de janeiro a novembro foram negociados no País 9,1 milhões de veículos leves, incluindo automóveis e comerciais leves, o que significa crescimento de 6,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2014 os negócios com carros e utilitários de segunda-mão já superam em 570 mil unidades os volumes de 2013.

O preço maior do zero-quilômetro em conjunto com as restrições de crédito adotadas pelos bancos vem provocando a migração dos consumidores para o mercado de usados este ano. Isso ocorre porque o financiamento de valores menores permite a aprovação dos contratos para clientes em faixas mais baixas de renda. Por esse mesmo motivo os veículos mais negociados este ano têm entre quatro e oito anos de uso, seguido pelo mais velhos, acima de 13 anos. Em terceiro lugar nos negócios figuram os seminovos, de até três anos de idade; e em quarto vêm os usados de nove a doze anos.

Segundo a Fenauto, a média diária de vendas de usados continua a aumentar, mantendo a tendência de recuperação do segmento. Para o presidente da entidade, Ilídio dos Santos, a tendência “é que o ritmo de vendas se mantenha até o fim do ano, com a entrada de recursos na economia do décimo-terceiro salário e um deslocamento maior de compradores para os seminovos, já que, em janeiro de 2015, o IPI dos veículos zero-quilômetro deve voltar ao seu patamar normal”.

A Fenauto informa que, em 2013, o setor de usados apresentou um faturamento de R$ 310 bilhões, gerando R$ 170 bilhões para a carteira de financiamentos de bancos e financeiras. Em 2014, esse movimento já teve aumento de 6,7%, demonstrando recuperação contínua desde o ano passado.

SEGMENTOS

O segmento de comerciais leves de segunda-mão foi o que mais cresceu, com avanço de 11,7% em 11 meses e negociação de 1,67 milhão de unidades. No mercado de veículos de passageiros usados foram fechados 7,5 milhões de negócios, em alta de 5,5% na comparação com os mesmos meses de 2013.

No segmento de motos usadas a expansão foi de 7%, com 2,56 milhões de unidades negociadas de janeiro a novembro deste ano.

O segmento de comerciais pesados usados foi o único que apresentou queda, de 0,9%, com 318,2 mil caminhões e ônibus negociados nos 11 meses de 2014.

MAIS VENDIDOS

O usado mais vendido do mercado é, por larga margem, o Volkswagen Gol, com pouco mais de 1 milhão de unidades negociadas de janeiro a novembro deste ano. Em segundo lugar vem o Fiat Uno, com 620,7 mil, e na sequência o Fiat Palio, com 562,3 mil. Bem atrás estão os Chevrolet Celta e Corsa, com 339,8 mil e 336,1 mil unidades, respectivamente.

Fonte: Automotive Business