Vendas na primeira quinzena devem cair 30%


por ALBERTO POLO JÚNIOR

Dados preliminares indicam que as vendas de automóveis e comerciais leves sofreram uma queda considerável primeira quinzena de maio. Acredita-se que número tenha ficado por volta de 105.000 unidades, queda de 30% em relação aos quinze primeiros dias de abril.

Depois de colecionar recordes de vendas seguidos, este seria o primeiro sintoma do fim da redução do IPI (Imposto sobre Produtos industrializados). O benefício foi concedido até o dia 31 de março, porém seu fim não foi tão notado em abril, uma vez que os concessionários ainda dispunham de um bom estoque de carros faturados com o desconto.

Em relação a maio do ano passado, também houve queda. Na ocasião, a redução de IPI já estava em vigor e foram emplacadas 120.404 unidades. Os dados oficiais serão divulgados nos próximos dias pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Fonte: Interpress Motor