Volkswagen anuncia novo plano estratégico global até 2025

 Presidente Matthias Müller aponta cinco prioridades para realinhar gestão
REDAÇÃO AB
O presidente do conselho de administração do Grupo Volkswagen, Matthias Müller, anunciou na quarta-feira, 28, um novo plano estratégico global sustentado por cinco pilares que devem conduzir a nova gestão da companhia pelos próximos 10 anos, portanto, até 2025 e cujos detalhes estão sendo preparados para serem apresentados até metade do ano que vem.“Estou confiante de que a Volkswagen vai sair da situação atual mais forte do que antes”, declarou o executivo durante seu pronunciamento em Wolfsburg, Alemanha, por ocasião da apresentação do balanço financeiro do grupo relacionado aos fechamento do terceiro trimestre.O executivo elencou cinco prioridades dentro do planejamento. A primeira diz respeito aos clientes proprietários dos veículos equipados com o software que frauda as emissões de poluentes em motores diesel. “Nossos clientes estão no centro de tudo o que os nossos 600 mil funcionários em todo o mundo fazem”, disse ele. “A Volkswagen está trabalhando intensamente para desenvolver soluções técnicas eficazes”, acrescentou Müller informando que a empresa está em contínuo contato com a KBA German Federal Motor Transport Authority, órgão que regulamenta os transportes na Alemanha para implementar a primeira ação em janeiro de 2016.O segundo pilar está ligado à condução das investigações dentro da companhia para apurar o que de fato aconteceu: “Temos de descobrir a verdade e aprender com ela”, disse ele apontando que a montadora adotou um caráter extremamente minucioso em sua análise. Para isto, ele anuncia que a Deloitte, especialista em consultoria, está acompanhando as medidas internas. “Os responsáveis pelo que aconteceu devem enfrentar graves consequências.” O terceiro ponto em destaque no novo plano global é referente a uma reestruturação do grupo que proporcionará, segundo o executivo, mais independência para as marcas e regiões. “O ponto-chave é que a gestão será descentralizada, em maior medida no futuro. Vamos aproveitar as sinergias e assegurar que os recursos são utilizados de forma eficaz e rever detalhadamente nosso portfólio atual de mais de 300 modelos e examinar a contribuição que cada um faz para nossos resultados.”Como sua quarta prioridade, Müller está levando adiante um realinhamento de cultura e gestão de comportamento dentro da companhia e em todas as marcas do grupo. Ele observou que a busca da perfeição, o compromisso dos funcionários e a responsabilidade social devem ser mantidos. No entanto, afirma que mudanças são necessárias em como a Volkswagen comunica e lida com seus erros. “Precisamos de uma cultura de abertura e cooperação e que neste processo todos mostrem mais coragem, mais criatividade e um espírito mais empreendedor nas suas relações uns com os outros.” Por fim, Müller anunciou que a quinta prioridade será transformar e prorrogar a meta do grupo em alcançar a liderança global de 2018 para 2025. “Muitas pessoas fora da Volkswagen, mas também alguns de nós, não entendiam que nossa ‘Estratégia 2018’ é muito mais do que números de produção. Muitas coisas foram subordinadas ao desejo de ser ‘mais rápido e maior’, especialmente sobre o retorno das vendas. O ponto não é só vender 100 mil veículos a mais ou menos do que um grande concorrente. Em vez disso, a verdadeira questão é o crescimento qualitativo”, enfatizou o presidente reafirmando que as diretrizes do plano até 2025 serão desenvolvidas ao longo dos próximos meses e que serão reveladas na metade do próximo ano.
Fonte: Automotive Business