Volta rápida: Sem inovar, Fiat Mobi mira pontos fracos do up!

 Por: Daniel MessederA ideia não é inédita: um hatch com cerca de 3,5 metros de comprimento, teto elevado, ágil no trânsito urbano, equipado com motor 1.0, econômico e de design moderninho. Você encontra esse carro nas concessionárias da Volkswagen desde 2014, ele se chama up!. Apesar de suas inúmeras qualidades, que incluem ser o carro mais econômico do Brasil em nossas medições de consumo e a segurança cinco estrelas nos testes de impacto, ele não consegue figurar sequer no Top 10 de vendas brasileiro. Pois o novo Fiat Mobi segue receita básica semelhante à do rival, embora sem a mesma atualidade mecânica e rigor construtivo. Então por que a marca italiana aposta que vai conseguir emplacar 8 mil unidades do carrinho por mês? É o que fomos descobrir.O que é?“Somos a montadora mais brasileira do mercado”, bradou Stefan Ketter, presidente da Fiat local, no discurso de lançamento do Mobi. Após a Toro, o novo compacto é o segundo modelo de uma nova fase da empresa. Mas, diferentemente da picape, que entra num terreno até então inexplorado pela marca, o Mobi está dentro do que é especialidade da casa: carros pequenos. A partir da plataforma 327 do Uno, o novo hatch nasce com 3,56 metros de comprimento, 2,30 m de entre-eixos e porta-malas de 235 litros – contra 3,81 m, 2,37 m e 280 litros do irmão maior, respectivamente. Motor 1.0, câmbio de cinco marchas, para-brisa e uma série de componentes internos são compartilhados entre eles.Dentro do discuso do presidente, entenda-se que a Fiat trabalhou no gosto local, principalmente no design. Como dissemos anteriormente, o Mobi é mais bonito ao vivo do que pelas fotos. A frente é imponente, as laterais vincadas transmitem robustez e a traseira completa o conjunto com a elegância da tampa preta, totalmente de vidro. A solução, além de salvar 5 kg do peso do carro, não deixa de ser uma “espetada” na VW, que preferiu não adotá-la no up! brasileiro, apesar de o modelo original europeu ter o recurso. Por dentro, a Fiat também ouviu os consumidores e não deixou nada de lataria aparente, como o up! abusa nas portas, dando a impressão de ser mais bem acabado.
Fonte: UOL Carros / Carplace