Volvo: recordes no Brasil da empresa que está à venda

A Volvo Cars, empresa que a Ford pretende vender, bate recordes de venda no Brasil. A empresa fechou abril com 278 unidades vendidas no país, um recorde histórico desde a chegada da marca em 1991.

O resultado representa um crescimento de 162% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando 106 unidades foram emplacadas. A melhor marca da Volvo até então havia sido obtida em março deste ano, com 125 unidades vendidas.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o volume de vendas chega a 600 unidades, um número 61% superior aos 372 carros vendidos pela marca de janeiro a abril de 2008.

O avanço da Volvo Automóveis no Brasil é atribuído em boa parte ao lançamento do XC60, que foi apresentado em novembro do ano passado no Salão do Automóvel e chegou às revendas em janeiro. Em abril, foram comercializadas 197 unidades do novo crossover, que responde por um total de 373 unidades no acumulado do ano, equivalentes a 62% do mix de vendas da marca.

“O XC60 chegou ao mercado brasileiro com preço atrativo e vem contribuindo decisivamente para a consolidação da marca”, explica Anders Norinder, presidente da Volvo Cars Overseas Corporation para a América Latina e Caribe, divisão que engloba as operações da marca no Brasil.

Das três versões do XC60 disponíveis no mercado brasileiro – todas equipadas com motor turbo de seis cilindros e 285 cv – a intermediária Dynamic (R$ 156.500) foi líder em vendas da marca no quadrimestre, com 161 unidades, seguida pela versão de entrada Comfort (R$ 138.500), com 111 unidades, e a Top (R$ 165.900), com 101 unidades.

Norinder destaca a ampliação da rede de distribuidores em dois anos de nove para dezoito pontos de atendimento. A expansão teve reflexo direto nas vendas da marca. Em 2006, foram vendidos 400 veículos, subindo para 882 unidades em 2007 e 1.098 unidades em 2008.

Para este ano, a expectativa da Volvo é comercializar duas mil unidades.

Fonte: Automotive Business