VW anuncia 23 novidades para 2011


Em evento, marca faz balanço do desempenho no ano

Em clima de otimismo, a Volkswagen fez seu balanço de 2010, na noite desta segunda-feira, anunciando o lançamento de 23 novidades em 2011. Thomas Schmall, presidente da empresa alemã, não entrou em detalhes, mas não se deve esperar um carro novo no próximo ano: serão além das esperadas novas gerações de Passat e Jetta, haverá reestilizaçoes e séries especiais.

Schmall falou durante evento na Oca, parque do Ibirapuera, em São Paulo, onde a Volkswagen está co-patrocinando uma exposição sobre o tema Água. Eleito pela revista Autoesporte Carro Verde do Ano, o Gol EcoMotion estava em destaque na entrada do evento. A montadora está apostando no tema sustentabilidade: gostou dos resultados da construção de uma pequena hidrelétrica na serra da Maniqueira, e partiu para a segunda. Quando pronta, daqui a dois anos, quase metade da eletricidade consumida pela VW virá dessas hidrelétricas.

A Volkswagendeve fechar o ano com 832 mil unidades vendidas, 8% mais do que em 2009, 40% além das 596 mil de 2006. “Naquele ano tínhamos incertezas com relação à fábrica da Anchieta, mas neste 2010 contratamos mais 600 funcionárias para aquela linha e hoje inauguramos um novo setor de pintura”, disse Schmall.

Thomas Schmall, Presidente da VW do BrasilO executivo lembrou ainda que parte do investimento de R$ 6,2 bilhões previsto até 2014 será destinado ao ciclo de “globalização tecnológica” da empresa, com plataformas e motores mais modernos. A Volkswagen quer vender no Brasil 1 milhão de carros em 2014, quando estarão em vigor as exigências de air bags, freios ABS e testes de impacto mais rigorosos no mercado interno.

Para isso, a montadora conta com outras mudanças de atitude do governo, particularmente em relação aos impostos: “Três consultorias foram contratadas para propor um novo modelo de tributação; o atual, por faixas de cilindrada, não é bom”, afirmou um executivo. Ele acredita que até 2013 o modelo de cobrança de impostos pode mudar no Brasil, “e se modernizar”.

Tecnologia e nova estrutura tributária não serão os únicos recursos para levar a Volkswagen à almejada posição de empresa mais inovadora em 2018: “As pessoas vão fazer a diferença”, diz Jutta Dierks, vice-presidente de Vendas e Marketing. “O consumidor tem de encontrar o mesmo padrão de qualidade do produto em cada contato com a Volkswagen, seja para tirar uma simples dúvida seja para resolver um problema de seu carro”, afirma ela.

Fonte: Auto Esporte