VW anuncia avanço de 15% no lucro operacional

A Volkswagen dribla a crise internacional, mantém a previsão de lucros para o ano e avança no ranking global de produção e vendas de veículos. Tudo isso acontece sob a observação da Porsche, que detém uma participação da empresa de 42% e controla 74% de seu capital. O grupo Volkswagen elevou suas entregas, receita com vendas e lucros nos primeiros nove meses do ano do corrente ano fiscal, apesar das condições adversas da macroeconomia e da crise financeira mundial. O lucro operacional mostrou avanço de 15%, para € 4,9 bilhões. “A empresa demonstra boa performance em momento difícil” – disse Martin Winterkorn, chairman, na apresentação dos relatórios financeiros. Ele destacou como pontos fortes do grupo a linha renovada de produtos, adequação ao meio ambiente, flexibilidade na produção, empenho da equipe e sólida situação financeira. As vendas cresceram 5,5%, atingindo € 85,4 bilhões de janeiro a setembro, com a comercialização de 4,8 milhões de veículos, ou 3,9% a mais do que no mesmo período de 2007. Com esse desempenho a marca alcançou 10,1% de participação global no segmento de veículos de passageiros. Nesse segmento o lucro operacional cresceu 37%, para € 1,9 bilhão. A Audi obteve um lucro operacional de € 2,1 bilhões, a Skoda ganhou € 455 milhões, mas a SEAT teve prejuízo de € 30 milhões, em função das dificuldades no mercado de veículos de passageiros na Espanha. A Bentley gerou € 82 milhões de lucro, enquanto a Volkswagen Commercial Vehicles dobrou seus lucros em relação ao período anterior, chegando a € 283 milhões. O bom resultado do grupo Volkswagen está relacionado ao aumento das vendas em mercados emergentes, incluindo China e Brasil, que compensaram a queda nos mercados europeu e americano (31 de outubro).

Fonte: Automotive Business