VW estabelece prazos de recall do dieselgate

 Convocações começam na Europa; nos EUA dependerão da EPA e da Carb
REDAÇÃO AB
Depois de ter encontrado as soluções técnicas para corrigir as emissões de seus motores diesel EA 189, a Volkswagen começa a trabalhar para adotá-las, em um primeiro momento na Europa.O recall das versões com motor 2.0, que formam o maior contingente de carros com problema, começa em janeiro. A convocação dos 1.2, no entanto, terá início apenas no segundo trimestre de 2016. O chamado dos 1.6 começa ainda mais tarde, a partir do terceiro trimestre, por exigir não só adequações de software, mas também a aplicação do tubo orientador de fluxo, capaz de tornar mais precisa a leitura da massa de ar admitida pelo motor. Nos Estados Unidos, por causa dos limites mais rigorosos de emissões de óxido de nitrogênio NOx, a Volkswagen estuda em conjunto as soluções a serem implantadas com a agência americana de proteção ambiental EPA e com a California Air Resources Board Carb. A solução será apresentada só depois de aprovada pelas autoridades responsáveis.Sobre as investigações internas em torno da fraude nos níveis de emissões de poluentes de seus veículos diesel, por meio da introdução de software para modificar o funcionamento dos motores durante testes de laboratório, a auditoria realizada pela Deloitte contratada pela a Volkswagen atribuiu os fatos relacionados ao dieselgate à “má conduta e deficiências individuais de funcionários, à fragilidade em alguns processos e também à mentalidade tolerante à violação de regras em algumas áreas da companhia”.
Fonte: Automotive Business