Volkswagen mostra mais um teaser do projeto Trinity

Fonte / Noticias Automotivas

A Volkswagen novamente revelou o teaser do primeiro conceito da marca para o projeto Trinityu, que só será executado em 2026. Com linhas que estão longe de serem funcionais por completo, o veículo apenas dá um vislumbre vago do que virá adiante.

Pelo que se sabe, os novos carros do projeto Trinity terão foco no espaço interno, sendo feitos sobre uma plataforma plana, com baterias de lítio integradas ao corpo do carro.

Herbert Diess, CEO da VW, disse: “conceito de assento plano altamente eficiente com um design icônico”. O termo aplicado no final chama atenção, uma vez que a referência nesse caso só poderia estar relacionada com algum produto ligado à identidade da marca.

 

Entretanto, não é o que se vê no conceito, mas Diess pode estar querendo que este estilo seja a marca da VW nas próximas décadas, assim como foi do Fusca no início e do Golf a seguir. Ainda assim, qual então será o papel do ID.3?

Ele é a promessa de produto icônico da Volkswagen em sua terceira era, depois de Fusca e Golf. De qualquer forma, a VW tem cinco anos pela frente para colocar o Trinity em andamento.

Desenvolvido com base na plataforma MEB, sabe-se que será um derivado muito evoluído da mesma e com baterias de última geração, muito mais rápidas de carregar e com maior autonomia.

Uma carga completa se dará de 5 a 10 minutos, o que permitirá longas viagens com os modelos da geração Trinity. Comenta-se que a autonomia ficará em torno de 1.000 km, o que significaria uma enorme economia de tempo e energia para os clientes, especialmente em uso urbano.

Volkswagen mostra mais um teaser do projeto Trinity

Além disso, a Trinity terá ainda condução autônoma de Nível 4, mas iniciando em Nível 2, fora uma suite de entretenimento com programações especiais e serviços pagos à parte, feitos mediante assinatura.

Ralf Brandstätter, chefe da marca alemã, disse: “Trinity é uma espécie de ponto de cristalização para nossa estratégia Accelerate, um projeto de farol, nosso carro dos sonhos de software”.

Enquanto a VW alcança esse nível elevado em 2026, de forma a superar de vez a Tesla, como estará a operação da empresa num país chamado Brasil, ainda muito distante da eletrificação?